55 41 3014-0381

contato@caddan.com.br

Ler uma frase como esta – "Administrar com base nos sentimentos" - , pode parecer estranho para muitas pessoas e empresários, de uma forma geral. Confesso que, até para mim, que acredito na necessidade de olharmos para os sentimentos para entender a racionalidade, achei estranho e por que não dizer ousado.

Flexibilidade, disponibilidade para mudanças e adaptabilidade, para mim, são sinônimos de sobrevivência.

Muito se tem falado sobre competências e aquelas necessárias para atuar nas diversas situações profissionais ou não, com as quais nos deparamos no dia-a-dia. O termo competências vem sendo largamente estudado e questionado, principalmente pelas empresas ao analisar as pessoas e, em paralelo, os atributos necessários que essas devem ter para assumirem determinados cargos.

Lendo um dos capítulos do livro de Kazuo Inamori (A Filosofia Seiwajiuku), chamou-me a atenção a forma clara como ele descreve o princípio de competência na composição de equipes em suas empresas.

Administrar uma empresa demanda muito trabalho. Esta é uma frase que escuto de mim e também de empresários diante de seus respectivos negócios e projetos. O que envolve, exatamente, o termo "muito trabalho"? Eis alguns pontos considerados básicos para analisarmos este termo visando aos resultados.