55 41 3014-0381

contato@caddan.com.br

Busca por resultados tem sido, sempre, a palavra de ordem dos empresários que pensam em permanecer no mercado.

No entanto, chamou minha atenção na semana passada os trabalhos e resultados que um empresário com quem trabalho há alguns anos vem adotando, como base, na administração de suas empresas: a Filosafia Seiwajiuku1.

Pessoas do campo sendo orientadas para entender o trabalho e por intermédio destes obter novas idéias para a gestão dos negócios.

Podemos dizer que seja mais uma filosofia para atingir o que todos querem: resultados. No entanto, o que este empresário, assim como muitos outros com base na filosofia tem buscado, não é apenas o resultado pelo resultado. A mobilização que se tem conseguido utilizando de tal filosofia, os permitem mudar a maneira como as pessoas pensam, seja com relação ao trabalho como também a própria vida pessoal.

Assisti a algumas apresentações do Sistema Ameba que este empresário tem adotado na administração do trabalho. Este sistema faz parte dos pilares desta filosofia que permite uma administração participativa tendo como base o conceito de célula primeira – Ameba. Com mais esta ferramenta, a filosofia favorece a cada integrante a liberdade de participar da gestão, com opiniões e idéias, permitindo e muito uma atuação mais efetiva do funcionário na gestão do negócio.

O que acontece neste grupo de empresas e em outras que a utilizam no Brasil é estimular os profissionais a terem como ponto de partida e foco uma disciplina maior quanto ao acompanhamento do seu trabalho e entender o objetivo de fato do negócio, visando resultados.

No decorrer das apresentações, o que pude perceber além da emoção que me tomava, era um nível de entendimento por parte de todos que, confesso, nunca havia assistido algo assim.

Podemos dizer que este profissional que tem utilizado da filosofia é quem, de fato, a implanta e tem uma forte determinação na implantação e na utilização de tal filosofia.

No entanto, o que pude perceber é que as pessoas que estão utilizando de tal filosofia estão de fato se beneficiando com isso na busca de melhores resultados para si e para o negócio.

Aos que ainda não conhecem a Filosofia Seiwajiuku, "perca" algum tempo lendo sobre ela pois tem feito história no Brasil e com bons resultados.

1. INAMORI, Kasuo. Jitsugaku. Minha experiência – Um estudo. – São Paulo: Makron Books, 1997.

Daniela Leluddak é palestrante, consultora, coach, orientadora de carreiras e colunista do Jornal Paraná Shimbun (Londrina) e da Oficina do Estudante (Campinas). Estudiosa da Filosofia Seiwajiuku a utiliza como um dos pilares em seu trabalho. É sócia-diretora da Caddan Empresarial (www.caddan.com.br) e presidente da Caddan Brasil (www.caddanbrasil.org.br) uma organização civil de interesse público.

Está procurando uma empresa especializada em programas de sucessão, programas de coaching, auxílio de composição de equipes e orientação de carreira?
Entre em contato com a Caddan Empresarial.